Comunidade marroquina | Ligar os marroquinos - dua.com

App para a comunidade marroquina| Conectando marroquinos ao redor do mundo.

Conecte-se facilmente com sua alma gêmea marroquina usando o dua.com.

community dua.com

Nosso aplicativo exclusivo para relacionamentos étnicos permite que você se conecte com pessoas que pensam como você e estabeleça amizades verdadeiras para a vida toda! 

Nossa comunidade é composta por expatriados marroquinos que residem na Alemanha, França, Holanda, Áustria, Bélgica, Estados Unidos, Reino Unido, Austrália e Canadá. Você também pode se juntar a nós e fazer parte desta comunidade incrível. 

Dê o primeiro passo para criar relacionamentos significativos. Baixe o app hoje mesmo e conheça a diversidade da diáspora marroquina.

Está com saudades do Marrocos?

Você é marroquino, mora no exterior e se sente distante da sua comunidade? 

Não se preocupe. É possível encontrar um senso de pertencimento em qualquer lugar! No dua.com, você pode se conectar facilmente com outros marroquinos e formar relacionamentos significativos. 

Não perca mais tempo se sentindo sozinho – comece a construir conexões hoje mesmo e sinta-se em casa novamente.

Estatísticas sobre diáspora, imigração e marroquinos expatriados

A diáspora marroquina é uma das maiores do mundo, com milhões de marroquinos vivendo no exterior. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores marroquino, a população da diáspora alcançou uma estimativa de cerca de 5 milhões em 2019. 

Principais destinos: a maioria dos expatriados marroquinos está concentrada em vários países, incluindo França, Espanha, Itália, Bélgica, Holanda, Alemanha, Estados Unidos, Canadá e países do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), como a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos.

França

Historicamente, a França é o principal destino dos imigrantes marroquinos. Estima-se que há mais de 1,2 milhão de pessoas de ascendência marroquina vivendo na França. 

Espanha

A Espanha é outro destino de destaque para os imigrantes marroquinos devido à sua proximidade geográfica. Segundo o Instituto Espanhol de Estatística, em 2020, mais de 824.000 cidadãos marroquinos residiam na Espanha. 

Remessas

A diáspora marroquina desempenha um papel vital na economia do país através das remessas. As remessas financeiras enviadas pelos marroquinos para o estrangeiro são uma fonte importante de renda para muitas famílias no Marrocos e contribuem para as reservas cambiais do país. Em 2020, as remessas de marroquinos que vivem no exterior atingiram um valor aproximado de 7 bilhões de dólares.

Um aplicativo para solteiros marroquinos em busca de relacionamentos sérios

Encontre o amor que você procura com dua.com, o melhor aplicativo de relacionamento para marroquinos. Nossa plataforma é dedicada a ajudar você a encontrar conexões autênticas e significativas com pessoas que pensam como você e que compartilham seus valores e interesses. 

Nosso aplicativo é fácil de usar e proporciona o acesso a uma comunidade vibrante de pessoas prontas para fazer amizades duradouras ou encontrar suas almas gêmeas. O que você está esperando? Comece a explorar suas opções hoje mesmo em nosso app. 

No dua.com, você pode fazer parte de uma comunidade dedicada à amizade e ao amor verdadeiros. Não perca esta oportunidade de descobrir as possibilidades que te esperam. Junte-se a nós agora e encontre o seu par perfeito.

Como namorar um marroquino?

Se você está interessada em namorar um marroquino, confira algumas dica importantes:

Aja com respeito

O respeito é crucial em qualquer relacionamento, mas torna-se ainda mais importante quando você está namorando alguém de uma cultura diferente. Fique atenta às crenças, costumes e limites do seu parceiro. Evite fazer suposições ou generalizações sobre os homens marroquinos com base em estereótipos. 

Comunique-se abertamente 

A comunicação é fundamental em qualquer relacionamento. Discuta suas expectativas, valores e objetivos com seu parceiro marroquino, mas também esteja aberta para ouvir suas perspectivas e experiências. É importante estabelecer uma comunicação clara e eficaz desde o início. 

Aprecie a culinária marroquina 

A comida é uma parte essencial da cultura marroquina. Demonstre interesse em experimentar pratos marroquinos e esteja aberta a testar novos sabores e tradições culinárias. Essa pode ser uma ótima maneira de se relacionar e se conectar com seu parceiro. 

Demonstre interesse pela família dele 

A família é altamente valorizada na cultura marroquina. Mostre interesse genuíno pela família do seu parceiro e demonstre respeito com eles. Passar um tempo com a família dele pode ajudar a fortalecer seu relacionamento.

Como namorar uma marroquina?

Quando se trata de namorar uma mulher marroquina, é importante agir com sensibilidade e respeito cultural. A cultura marroquina tem seus próprios costumes e tradições, por isso, compreendê-los e adotá-los pode melhorar muito a sua experiência de namoro. Aqui estão algumas dicas para ajudar seu namoro com uma mulher marroquina: 

      1. Seja cortês e educado: a cultura marroquina atribui muita importância à educação e ao respeito. Seja cortês, tenha boas maneiras e demonstre interesse genuíno pelas opiniões e sentimentos dela. Ser respeitoso ajudará bastante a estabelecer uma conexão positiva. 
      2. Vá com calma: construir confiança e estabelecer uma conexão é um processo que leva algum tempo. As mulheres marroquinas gostam de conhecer alguém aos poucos, por isso evite se apressar demais para entrar  em um relacionamento sério. Aproveite o tempo para entendê-la e deixar o relacionamento evoluir naturalmente. 
      3. Fique atento ao demonstrar seu afeto em público: na cultura marroquina, as demonstrações públicas de afeto costumam ser mais reservadas e modestas. Embora elas possam ser aceitáveis em alguns contextos, é recomendável estar atento às normas culturais e evitar se exceder com os carinhos em público. 
      4. Seja aberto e comunicativo: por fim, seja aberto, honesto e comunique-se abertamente com sua parceira. Discuta suas expectativas, diferenças culturais e quaisquer preocupações. A comunicação eficaz ajuda a cultivar um relacionamento forte e saudável.

 

Dúvidas comuns sobre os marroquinos

A língua oficial do Marrocos é o árabe. O árabe é amplamente falado e utilizado em instituições governamentais, na educação, mídia e negócios em todo o país. No entanto, o Marrocos é um país multilíngue e também se falam outras línguas, como o amazigh (berbere), o francês e o espanhol. O amazigh é reconhecido oficialmente  com o árabe e usado em algumas instituições governamentais e ambientes educacionais. Historicamente, o francês é uma língua importante devido à história colonial do Marrocos, e continua a ser amplamente falado, principalmente nos negócios e no ensino superior. O espanhol também é falado nas regiões do norte do país, especialmente em cidades como Tânger e Tetuão.

A maioria dos marroquinos se identifica como muçulmana. O Islã é a religião dominante no Marrocos e desempenha um papel significativo na cultura, na sociedade e no dia a dia do país. 

A constituição do Marrocos declara o Islã como religião oficial e o Rei detém o título de “Comandante dos Fiéis” e serve como líder religioso. 

A população marroquina segue predominantemente o Islã sunita, especificamente a escola Maliki de jurisprudência islâmica. No entanto, também existem pequenas comunidades de outros grupos religiosos no país, como cristãos, judeus e adeptos de crenças indígenas.

Sim, de modo geral, os marroquinos são pessoas que vêm do Marrocos. A denominação “marroquinos” refere-se a indivíduos que possuem cidadania marroquina ou têm uma ligação direta com o país, como nascer no Marrocos ou ter ascendência marroquina.

No entanto, é importante notar que muitos marroquinos moram fora do Marrocos por vários motivos, como migração, trabalho ou estudo no exterior. De qualquer forma, essas pessoas permanecem ligadas ao Marrocos seja através da nacionalidade ou do seu legado cultural.

O Marrocos é conhecido por sua cozinha rica e saborosa, que mistura influências das tradições culinárias árabes, berberes e mediterrâneas. Confira  alguns pratos marroquinos famosos:

  1. Tagine: Um prato tipicamente marroquino que leva o nome da panela de barro em que é cozido. O tagine geralmente é feito com carne cozida lentamente (como frango, cordeiro ou carne bovina) ou vegetais combinados com especiarias aromáticas, ervas e frutas como damascos ou ameixas secas. 
  2. Cuscuz: Um prato básico feito com grãos de sêmola, cozido no vapor com perfeição e servido com diversos vegetais, carne (como cordeiro ou frango) e um caldo saboroso. O cuscuz costuma ser considerado o prato nacional do Marrocos.
  3. Pastilla (Bastilla): Um prato único e elaborado com massa assada que combina sabores doces e salgados. Apresenta camadas de massa fina recheadas com frango desfiado ou carne de pombo, especiarias aromáticas, amêndoas e ovos. A parte superior é polvilhada com açúcar de confeiteiro e canela. 

Harira: sopa tradicional marroquina, geralmente consumida durante o Ramadã e ocasiões festivas. A harira é uma sopa farta e reconfortante feita à base de tomate, lentilha, grão de bico, carne (geralmente cordeiro) e uma mistura de especiarias aromáticas.

O Marrocos é conhecido pela sua rica história, cultura vibrante e paisagens deslumbrantes. Confira alguns marcos e atrações turísticas famosas do Marrocos: 

  • Marrakesh: Conhecida como a “Cidade Vermelha”, Marrakesh é famosa pelos seus movimentados souks (mercados), pela histórica Medina (cidade velha) e pelo icônico Jardin Majorelle. 
  • Jardin Majorelle: Este lindo jardim em Marrakesh foi projetado pelo pintor francês Jacques Majorelle e mais tarde virou propriedade do designer Yves Saint Laurent. É conhecido por sua estrutura azul vibrante e plantas de espécies exóticas.
  • Fes: Fes é uma das cidades imperiais mais antigas do Marrocos, conhecida por sua arquitetura medieval bem preservada, e Fes el-Bali, classificada pela UNESCO como patrimônio histórico, a cidade murada mais antiga do mundo. 
  • Chefchaouen: Esta cidade cinematográfica é famosa por suas ruas e edifícios pintados de azul. Ela oferece uma atmosfera única e encantadora, aninhada nas Montanhas Rif. 

Deserto do Saara: O vasto Deserto do Saara se estende pelo Marrocos, proporcionando paisagens deslumbrantes e a oportunidade de passear de camelo e passar uma noite em um acampamento no deserto

O Marrocos é lar de vários indivíduos famosos que fizeram contribuições significativas em várias áreas. Confira alguns marroquinos notáveis: 

  1. Ibn Battuta (1304-1368): Nascido no Tânger, Ibn Battuta foi um renomado viajante e explorador. Ele embarcou em uma viagem de mais de 120.000 quilômetros, visitando muitas partes do mundo islâmico, incluindo África, Médio Oriente, Sul da Ásia e Sudeste Asiático. Seu diário de viagem, “Rihla”, é considerado uma das maiores narrativas de viagem da história. 
  2. Fatima al-Fihri (anos 800): Fatima al-Fihri, de Fes, Marrocos, é responsável pela fundação da Universidade de Al Quaraouiyine em Fes, que a UNESCO e o Guinness World Records reconhecem como a mais antiga universidade no mundo a conceder diplomas que continua em funcionamento. 
  3. Leo Africanus (1488-1554): Nascido como Al-Hasan ibn Muhammad al-Wazzan al-Fasi, Leo Africanus foi um diplomata e viajante marroquino. Ele é famoso pelo seu livro “Descrição de África”, um relato geográfico e etnográfico abrangente do continente africano, que forneceu informações valiosas sobre a África ao Renascimento Europeu.

Abdellatif Laâbi (1942-presente): Laâbi é um proeminente poeta, escritor e ativista de direitos humanos marroquino. Suas obras costumam abordar  temas de amor, exílio, repressão política e luta pela liberdade. Ele recebeu vários prêmios internacionais por suas contribuições à literatura.

Comunidades

Alemão
Francês
Italiano
Britânico
Americanos
Britânico
Albanês
Americanos
Alemão
Italiano
Francês